06 a 10.12.2023 - VI MDOCSP 2023 MOSTRA FESTIVAL INTERNACIONAL DE DOCUMENTÁRIO DE MELGAÇO EM SÃO PAULO

data
Local
Vide programação a seguir

VI MDOCSP 2023

MOSTRA FESTIVAL INTERNACIONAL DE DOCUMENTÁRIO DE MELGAÇO EM SÃO PAULO

06 a 10 de dezembro de 2023

Em 2014, a Associação AO NORTE - Associação de Produção e Animação Audiovisual - cria o Festival Internacional de Documentário de Melgaço, Portugal, promovendo, divulgando o cinema etnográfico e propiciando a reflexão sobre identidade, memória e fronteira. Assim, identidade, memória e fronteira constituem-se como eixos fundadores e norteadores da programação do MDOC, tangenciando a problemática das migrações e dos deslocamentos humanos.

O Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos - constitui-se como um centro de referência acadêmica nos estudos da intolerância, da diversidade cultural e dos direitos humanos. Interdisciplinar, seus pesquisadores dedicam-se a temas como o direito à vida, às liberdades, ao construto cultural em suas diversidades. O Programa de Pós-graduação em Humanidades, Direitos e outras Legitimidades (PPGHDL) reúne estudiosos que se disponham a investigar as experiências decorrentes de críticas da sociedade contemporânea e a abrir um amplo campo de escutas e registros articulados na tríade sobre o vivido: inventário dos novos conhecimentos singulares, uma outra dimensão para a ciência e um saber que dialogue com os diversos habitus. 

Suas orientações - seja do Núcleo, seja do Programa de Pós-graduação - e princípios pautaram o convênio com a AO NORTE e a organização do MDOC SÃO PAULO, pois, desde 2015, os pesquisadores e professores participam do Festival e do Curso de Verão Fora de Campo, intercambiando conhecimentos e construindo um referencial teórico-prático-metodológico em etnografias audiovisuais, documentários, fotografias.

A Fatec de Tecnologia de Cotia tornou-se parceira, desde 2018, abrigando atividades ligadas ao MDOCSP já que pressupõe que as humanidades se fazem fundamentais para o conhecimento e para o respeito à diversidade.

Em 2020 e 2021, em função da pandemia de Covid 19, as edições do festival em São Paulo privilegiaram palestras e debates on-line.

No ano de 2022, o MDOCSP volta ao seu formato presencial com sessões de cinema no CINUSP, DIVERSITAS E FATEC COTIA.  A oficina de vídeo e as palestras oferecidas nesse âmbito ocorreram de forma virtual, possibilitando a integração e o debate de pesquisadores e estudantes brasileiros e portugueses.

A Curadoria do Festival, no Brasil, do MDOCSP, preocupa-se, anualmente, com escolher filmes e encontros que permitam a reflexão sobre identidade, memória, fronteira, deslocamentos e o mundo contemporâneos, reforçando temas encontrem temas coincidentes com as ações e pesquisas do Diversitas e de seu programa de Programa de Pós-graduação. Esse ano, 2023, contamos com mais dois novos parceiros: o Cine Bijou e CineMA, do Centro MariAntonia da USP.

No âmbito do MDOCSP, no Cine Bijou, serão exibidos os documentários realizados para o Plano Frontal e Lugar do Real.  Ambos os projetos se constituem como um arquivo sobre o patrimônio imaterial e material de Portugal.

Curadoria Geral

Daniel Maciel (AO NORTE/ID+ Portugal)

Maurício Cardoso (DIVERSITAS-USP)

Sandra Nunes (FATEC COTIA/DIVERSITAS-USP/FAAP)

Curadoria Mostra Plano Frontal e Lugar do Real

Sandra Nunes (FATEC COTIA/DIVERSITAS-USP/FAAP)

Aline Fátima da Silva Costa Magno - Mestranda USP/DIVERSITAS

Assistência Curadoria:

Aline Fátima da Silva Costa Magno - Mestranda USP/DIVERSITAS

Fernando Oikawa Garcia - graduando FAAP

REALIZAÇÃO:

AO NORTE, DIVERSITAS/USP/FATEC COTIA

ORGANIZAÇÃO:

Maurício Cardoso - Professor USP/DIVERSITAS

Sandra Nunes – Professora FAAP/FATEC/USP/DIVERSITAS

Aline Fátima da Silva Costa Magno - Mestranda USP/DIVERSITAS

Priscila Oliveira – Professora FATEC e Doutoranda USP/DIVERSITAS

Larissa Tokunaga – Doutora pela USP/DIVERSITAS

Everton Oliveira – Doutorando USP/DIVERSITAS

Vera Vasques – Mestre pelo USP/DIVERSITAS

Fernando Oikawa Garcia - graduando FAAP

PÚBLICO ALVO

Estudantes universitários, pesquisadores, alunos de ensino médio, graduação e pós-graduação, grupos de comunidades e público em geral.

LOCAIS DE EXIBIÇÃO:

  1. DIVERSITAS - ​Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos da Universidade de São Paulo/USP

Auditório Casa de Cultura Japonesa

Av. Prof. Lineu Prestes, 159, Butantã, São Paulo  

  1. FATEC COTIA – FACULDADE DE TECNOLOGIA DE COTIA

BIBLIOTECA MUNICIPAL BATISTA CEPELOS

Av. Prof. Manoel José Pedroso, 1147 - Parque Bahia, Cotia

  1. CineMA do Centro MariAntonia da USP

Sala Carlos Reichenbach

Edifício Rui Barbosa - Rua Maria Antônia, 294

Vila Buarque, São Paulo

06 de dezembro de 2023

LOCAL: FATEC COTIA – FACULDADE DE TECNOLOGIA DE COTIA - BIBLIOTECA MUNICIPAL BATISTA CEPELOS

Av. Prof. Manoel José Pedroso, 1147 - Parque Bahia, Cotia

10h00

TANGANHOM

REALIZAÇÃO DIRECTOR  VíTOR COVELO

PAÍS  COUNTRY PORTUGAL

ANO YEAR 2022

DURAÇÃO RUNTIME 5'

IMAGEM PHOTOGRAPHY RODRIGO QUEIRÓS

SOM SOUND FABIANO TEIXEIRA MOTA

MONTAGEM EDITING  JOÃO VLADIMIRO, VÍTOR COVELO

PRODUÇÃO PRODUCTION RUA ESCURA

SINOPSE

Melgaço, Parada do Monte. A memória de um encontro fortuito na fronteira entre o real e o imaginado, a afoiteza e as superstições, chega até nós contada de geração em geração.

BIOGRAFIA

Nasceu em Melgaço (1989) onde cresceu entre as freguesias de Cristóval e Vila. Médico psiquiatra, começou a sua formação em medicina no Porto, onde agora vive e trabalha, mas no seu percurso passou por Bragança, Évora, Faro, Ilha do Príncipe e Paris. O fascínio pelo cinema, pelo comportamento humano e pelas histórias de tradição oral levou-o ao curso de cinema em película “A Nebulosa” (Rua Escura), no qual realizou a sua primeira curta-metragem, “Tanganhom”, que teve apresentação a pública no cinema Trindade, no Porto.

ESPEJISMOS

REALIZAÇÃO DIRECTOR ALFONSO PALAZÓN MESEGUER

PAÍS  COUNTRY  ESPANHA

ANO YEAR 2022

DURAÇÃO RUNTIME 20’

IMAGEM PHOTOGRAPHY  JUAN MESEGUER

SOM SOUND  JUAN JOSÉ DOMINGUEZ

MONTAGEM EDITING  ANTONIO G.MEZ-ESCALONILLA

PRODUÇÃO PRODUCTION TAMARA BUENO, MARÍA LARA

SINOPSE

Vários refugiados falam sobre a sua situação, de onde viviam e dos seus sonhos. É um encontro para compartilhar projetos não realizados. Fazem parte de um grupo de refugiados particularmente vulneráveis que não tem escolha.

BIOGRAFIA

Doutor e Licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid. Docente de Comunicação Audiovisual na Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Rey Juan Carlos (URJC). Prêmio Internacional Aurélio Paz dos Reis concedido pela Escola Superior Artística do Porto (ESAP), Portugal, 2016. Trabalhou em diferentes projetos audiovisuais como realizador, produtor e argumentista.

I WAS BORN IN 1988

REALIZAÇÃO DIRECTOR YASAMAN BAGHBAN

PAÍS COUNTRY IRÃO, ISLAMIC REPUBLIC OF IRAN

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 9’ IMAGEM

PHOTOGRAPHY YASAMAN BAGHBAN

SOM SOUND YASAMAN BAGHBAN

MONTAGEM EDITING YASAMAN BAGHBAN

PRODUÇÃO PRODUCTION YASAMAN BAGHBAN

SINOPSE Uma série de execuções de prisioneiros políticos iranianos começou no verão de 1988, após o fim da guerra de oito anos entre o Irão e o Iraque. Durante quase três décadas, tenho estado preocupada com a coincidência deste massacre e o meu nascimento em agosto de 1988. Os prisioneiros não tinham sepulturas específicas e foram todos enterrados em valas comuns, sendo a mais significativa a vala de Khavaran. As mães desses prisioneiros são um símbolo de resistência e liberdade, as chamadas mães de Khavaran. Este filme é um documentário experimental e um ensaio pessoal baseado nesses eventos.

BIOGRAFIA Yasaman Baghban é uma documentarista iraniana. Ela obteve o mestrado em Estudos de Cinema pela Universidade de Arte de Teerão. Depois de trabalhar como professora durante dois anos, decidiu continuar os seus estudos. Em 2023, formou-se com um MFA em Artes Experimentais e Documentárias pela Duke University.

WILL YOU LOOK AT ME

REALIZAÇÃO DIRECTOR  SHULI HUANG

PAÍS COUNTRY CHINA

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 20’

IMAGEM PHOTOGRAPHY SHULI HUANG

SOM SOUND NICOLAS VERHAEGHE, JINGXI GUO

MONTAGEM EDITING SHULI HUANG, YANG YANG

PRODUÇÃO PRODUCTION SHULI HUANG / EXPOSED PICTURES

SINOPSE Quando um jovem cineasta chinês retorna à sua cidade natal em busca de si próprio, uma conversa há muito necessária com a sua mãe mergulha-os numa busca por aceitação e amor.

BIOGRAFIA Shuli Huang é um argumentista, realizador e diretor de fotografia nascido em Wenzhou, China. Depois de se formar na Academia de Cinema de Pequim em 2019, mudou-se para Nova York como candidato ao MFA para o programa de pós--graduação da NYU. Farewell, My Hometown, a sua estreia como diretor de fotografia ganhou o prémio New Currents durante o 26º Festival Internacional de Cinema de Busan em 2021. A sua segunda curta, Will You Look At Me, foi selecionada para a 61ª edição do La Semaine de la Critique Cannes 2022.

THREE SISTERS

REALIZAÇÃO DIRECTOR IMAN BEHROUZI

PAÍS COUNTRY  IRÃO  IRAN, ISLAMIC REPUBLIC OF

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 12’

IMAGEM PHOTOGRAPHY HOSSEIN AHMADIAN

SOM SOUND EHSAN AFSHARIAN

MONTAGEM EDITING MEHDI BAGHERI

PRODUÇÃO PRODUCTION  IMAN BEHROUZI

SINOPSE Uma sinfonia meditativa sobre a cidade e a morte. O cineasta regressa a lugares onde, 18 anos antes, havia feito um filme sobre suicídio. Agora, nas ruas movimentadas de Teerão e esquinas degradadas da cidade ladeadas por muros, ele procura os motivos que levaram três irmãs a porém termo às suas vidas em simultâneo.

BIOGRAFIA Nascido em 1984 em Shiraz, Irão, estudou cinema e realização na Universidade de Teerão. PhD em Media e Estudos Culturais pela Universidade de Colónia, Alemanha em 2023. Realizou diversos documentários e curtas-metragens de ficção. Um dos seus documentários anteriores, “A Movie for You”, foi estreado no Visions du Réel, e posteriormente exibido no Festival de Cinema de Zurique em 2015. “Amour du Réel”, outro dos seus documentários, foi oficialmente selecionado para exibição no Flickers 'Rhode Island Film Festival e Aesthetica Short Film Festival em 2018, festivais reconhecidos pelos Óscares e BAFTA. O seu trabalho mais recente, “The Fabric”, estreou no DMZ Documentary Film Festival em 2021. “Três Irmãs” estreou no  Festival Internacional de Documentários Jihlava em 2022. Iman é alumnus do Berlinale Talents 2020.

06 de dezembro de 2023

USP/DIVERSITAS

LOCAL: CASA DE CULTURA JAPONESA

Av. Prof. Lineu Prestes, 159, Butantã, São Paulo  

17h

DREAMS’ GATE

REALIZAÇÃO DIRECTOR NEGIN AHMADI

PAÍS COUNTRY FRANÇA, IRÃO, NORUEGA FRANCE, IRAN, NORWAY ANO YEAR 2023  DURAÇÃO RUNTIME 78’

IMAGEM PHOTOGRAPHY  NEGIN AHMADI

SOM SOUND BEHNIA YOUSEFI

MONTAGEM EDITING LOGHMAN SOKHANVAR

PRODUÇÃO PRODUCTION ELANEH NOBAKHT

SINOPSE Armada apenas com a sua câmara de filmar, a cineasta iraniana Negin Ahmadi viaja para a zona de guerra do norte da Síria, integrando-se no YPJ – uma unidade de milícia curda composta só por mulheres. BIOGRAFIA Nascida em 1989 no Irão, Negin Ahmadi é uma cineasta iraniana curda. Ahmadi estudou Economia e concluiu o seu diploma de Associado na Universidade de Iman Khomeini em Qazvin. Como realizadora, ela supervisionou algumas séries de documentários e dirigiu o documentário “A Few Days Of Shirin”, em 2016. Dreams' Gate é o seu primeiro documentário de longa-metragem.

18h30

ABERTURA

Prof. Dr. Maurício Cardoso – PPGHDL/USP e MDOCSP

Prof. Dr. Paulo Daniel Farah – Coordenador PPGHDL/USP

Prof. Dr. Ricardo Alexino Ferreira – PPGHDL/USP e Coordenador do DIVERSITAS

Prof. Dr. Daniel Maciel - AO NORTE/ID+ Portugal e MDOCSP

19h

Escritas do Eu: bio e auto grafias

Profa. Dra. Marília Librandi

Pesquisadora afiliada ao BRAZIL LAB (Estudos Luso-Afro-Brasileiros) da Universidade de Princeton, Professora colaboradora do programa de Pós-Graduação em Humanidades, Direitos e outras Legitimidades (PPGHDL/USP), "Diversitas". Idealizadora do Lab Escrita Escuta.

Mediação: Profa. Dra. Sandra Regina Chaves Nunes - PPGHDL/USP e MDOCSP

07 de dezembro de 2023

USP/DIVERSITAS

LOCAL: CASA DE CULTURA JAPONESA

Av. Prof. Lineu Prestes, 159, Butantã, São Paulo  

14h às 17h

Práticas Autobiográficas de Escrita Audiovisual

Oficina prática de produção audiovisual popular com o uso do dispositivo telefone celular. Em diálogo com o conceito de escrevivência de Conceição Evaristo, nesta oficina serão propostas práticas de autorrepresentação a partir da escrita de si, fazendo uso de recursos audiovisuais disponíveis no dispositivo, o que inclui arquivos e aplicativos gratuitos.

Aline Fátima

MOSTRA DO FESTIVAL INTERNACIONAL DE DOCUMENTÁRIO DE MELGAÇO EM SÃO PAULO – MDOCSP

CineMA do Centro MariAntonia da USP

LOCAL: Sala Carlos Reichenbach

 Edifício Rui Barbosa - Rua Maria Antônia, 294

 Vila Buarque, São Paulo

08 de dezembro de 2023

           

            17h30  BUDAPESTE SILOS

REALIZAÇÃO DIRECTOR ZSÓFIA PACZOLAY

PAÍS COUNTRY HOLANDA, HUNGRIA, PORTUGAL, BELGICA NETHERLANDS, HUNGARY, PORTUGAL, BELGIUM

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 25'

IMAGEM PHOTOGRAPHY EZEQUIEL SALINAS

SOM SOUND ZSÓFIA PACZOLAY

MONTAGEM EDITING BÁLINT BÍRÓ

PRODUÇÃO PRODUCTION ZSÓFIA PACZOLAY, BÁLINT BÍRÓ

SINOPSE József trabalha no maior silo de grãos ainda em operação em Budapeste. Ele faz esse trabalho há mais de 30 anos e mora num contentor ao lado da estrutura, onde camiões e comboios passam com estrondo pela sua janela. Quando ele é descido ao fundo dos silos de dez andares para os limpar, aparenta um mergulhador a trabalhar. É um ofício perigoso para József, principalmente porque tem estado exposto à poeira das colheitas desde há muitos anos. A crescente ameaça à sua saúde pode levar inclusive à sua morte. Mas não tem forma de escapar. Na verdade, ele parece ter-se tornado uma parte integrante do seu ambiente.

BIOGRAFIA Zsófia Paczolay é uma artista freelancer baseada na Europa com formação em arquitetura e cinema. Ela trabalha em documentários nos diferentes cantos do mundo – agora principalmente com um pequeno coletivo húngaro – com a intenção de exibi-los em cinemas, casas comunitárias e outros locais inapropriados. Como espaço/ideia/cineasta, ela colabora com o grupo de performance Moha em diversos projetos que envolvem diferentes grupos de pessoas, bairros periféricos e espaços públicos principalmente nos Países Baixos e na Alemanha. Ela tem interesse nos limites, como se conectar com as pessoas e na redução de danos.

18h

SILENT HOUSE

REALIZAÇÃO DIRECTOR FARNAZ JURABCHIAN, MOHAMMADREZA JURABCHIAN

PAÍS COUNTRY  IRÃO, ISLAMIC REPUBLIC OF IRAN

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 102’

IMAGEM PHOTOGRAPHY MOHAMMADREZA JURABCHIAN

SOM SOUND RAMIN ABOUSEDGH

MONTAGEM EDITING HAYEDEH SAFIYARI

PRODUÇÃO PRODUCTION FARNAZ JURABCHIAN, MOHAMMADREZA JURABCHIAN, ELAHEH NOBAKHT

SINOPSE Silent House é um filme pessoal que explora o Irão pré e pós-revolucionário através de uma família tradicional de Teerão que vive numa velha casa que em tempos pertenceu à quarta esposa de Reza Shah (o Xá do Irão 1925-1941). Com a própria casa como testemunha silenciosa, a história da família torna-se um espelho para a sociedade e a casa da família uma metáfora para o Irão.

BIOGRAFIA Farnaz Jurabchian trabalha como cineasta e escritora independente baseada entre Teerão e Toronto. BFA em cinema pela Concordia University em Montreal, Canadá. O seu primeiro documentário de média-metragem 'Overruled' foi estreado no Hot Docs 2016 e ganhou vários prémios internacionais. 'Silent House', um filme autobiográfico, teve a sua estreia mundial no IDFA 2022. Com o seu irmão Mohammadreza Jurabchian, fundou uma produtora de filmes independentes, 'F&M Productions', onde trabalham como correalizadores e produtores. Mohammad Reza Jurabchian trabalha como cineasta independente e diretor de fotografia baseado em Teerão. BA em fotografia pela Azad University. Nomeado entre os melhores fotógrafos do ano na 10ª Bienal Nacional de Fotografia do Irão, participou em várias exposições coletivas no país. Realizou várias curtas-metragens e documentários selecionados para diversos festivais internacionais de cinema em todo o mundo.

09 de dezembro de 2023

16h

TANGANHOM

REALIZAÇÃO DIRECTOR  VíTOR COVELO

PAÍS  COUNTRY PORTUGAL

ANO YEAR 2022

DURAÇÃO RUNTIME 5'

IMAGEM PHOTOGRAPHY RODRIGO QUEIRÓS

SOM SOUND FABIANO TEIXEIRA MOTA

MONTAGEM EDITING  JOÃO VLADIMIRO, VÍTOR COVELO

PRODUÇÃO PRODUCTION RUA ESCURA

SINOPSE

Melgaço, Parada do Monte. A memória de um encontro fortuito na fronteira entre o real e o imaginado, a afoiteza e as superstições, chega até nós contada de geração em geração.

BIOGRAFIA

Nasceu em Melgaço (1989) onde cresceu entre as freguesias de Cristóval e Vila. Médico psiquiatra, começou a sua formação em medicina no Porto, onde agora vive e trabalha, mas no seu percurso passou por Bragança, Évora, Faro, Ilha do Príncipe e Paris. O fascínio pelo cinema, pelo comportamento humano e pelas histórias de tradição oral levou-o ao curso de cinema em película “A Nebulosa” (Rua Escura), no qual realizou a sua primeira curta-metragem, “Tanganhom”, que teve apresentação a pública no cinema Trindade, no Porto.

ESPEJISMOS

REALIZAÇÃO DIRECTOR ALFONSO PALAZÓN MESEGUER

PAÍS  COUNTRY  ESPANHA

ANO YEAR 2022

DURAÇÃO RUNTIME 20’

IMAGEM PHOTOGRAPHY  JUAN MESEGUER

SOM SOUND  JUAN JOSÉ DOMINGUEZ

MONTAGEM EDITING  ANTONIO G.MEZ-ESCALONILLA

PRODUÇÃO PRODUCTION TAMARA BUENO, MARÍA LARA

SINOPSE

Vários refugiados falam sobre a sua situação, de onde viviam e dos seus sonhos. É um encontro para compartilhar projetos não realizados. Fazem parte de um grupo de refugiados particularmente vulneráveis que não tem escolha.

BIOGRAFIA

Doutor e Licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid. Docente de Comunicação Audiovisual na Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade Rey Juan Carlos (URJC). Prêmio Internacional Aurélio Paz dos Reis concedido pela Escola Superior Artística do Porto (ESAP), Portugal, 2016. Trabalhou em diferentes projetos audiovisuais como realizador, produtor e argumentista.

TRILOGIA DOS VALES

REALIZAÇÃO DIRECTOR NUNO ALVES, FILIPE BARREIRO

PAÍS COUNTRY PORTUGAL

ANO YEAR 2023

DURAÇÃO RUNTIME 65’

IMAGEM PHOTOGRAPHY FILIPE BARREIRO

SOM SOUND MANUEL DOS REIS

MONTAGEM EDITING FILIPE BARREIRO

PRODUÇÃO PRODUCTION SPACE ENSEMBLE E ASSOCIAÇÃO CULTURAL ROCK’N’CAV

SINOPSE

À medida que mais imagens dos 3 vales de Monção são reveladas, somos levados numa viagem através de testemunhos da vida quotidiana de outras pessoas que habitam este território. Como é viver no meio rural? O que é que mudou? Que

costumes se mantém?

BIOGRAFIA

Nuno Alves: Programador cultural desde 1993, fundador de diversos projetos culturais como Festival de Paredes de Coura, Space Festival, Space Ensemble, Canal180, 180 Creative Camp, Escola do Rock Paredes de Coura, Vira Fest e Ciclo de Polinização Musical de Paredes de Coura. Diretor de programação do Canal180, canal de televisão por cabo dedicado à Cultura, Artese Criatividade entre 2010 e 2016. Diretor artístico e de programação de inúmeros eventos. Foi diretor de programação e produtor das séries televisivas "180 ID", "180 Director ID", "Analógico Humano Digital", "I Like" e de filmes, entre os quais "Driving Without License” e "Abrantes".

Filipe Barreiro: Iniciou o seu percurso acadêmico em 2017 na Escola Superior de Artes e Design (ESAD.CR), nas Caldas da Rainha, onde se licenciou em Som e Imagem, tendo seguido o ramo de Cine vídeo. Trabalha, em regime freelancer, como realizador e diretor de fotografia de alguns projetos, desde curtas metragens de ficção a videoclipes.

18h

I WAS BORN IN 1988

REALIZAÇÃO DIRECTOR YASAMAN BAGHBAN

PAÍS COUNTRY IRÃO, ISLAMIC REPUBLIC OF IRAN

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 9’ IMAGEM

PHOTOGRAPHY YASAMAN BAGHBAN

SOM SOUND YASAMAN BAGHBAN

MONTAGEM EDITING YASAMAN BAGHBAN

PRODUÇÃO PRODUCTION YASAMAN BAGHBAN

SINOPSE Uma série de execuções de prisioneiros políticos iranianos começou no verão de 1988, após o fim da guerra de oito anos entre o Irão e o Iraque. Durante quase três décadas, tenho estado preocupada com a coincidência deste massacre e o meu nascimento em agosto de 1988. Os prisioneiros não tinham sepulturas específicas e foram todos enterrados em valas comuns, sendo a mais significativa a vala de Khavaran. As mães desses prisioneiros são um símbolo de resistência e liberdade, as chamadas mães de Khavaran. Este filme é um documentário experimental e um ensaio pessoal baseado nesses eventos.

BIOGRAFIA Yasaman Baghban é uma documentarista iraniana. Ela obteve o mestrado em Estudos de Cinema pela Universidade de Arte de Teerão. Depois de trabalhar como professora durante dois anos, decidiu continuar os seus estudos. Em 2023, formou-se com um MFA em Artes Experimentais e Documentárias pela Duke University.

WILL YOU LOOK AT ME

REALIZAÇÃO DIRECTOR  SHULI HUANG

PAÍS COUNTRY CHINA

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 20’

IMAGEM PHOTOGRAPHY SHULI HUANG

SOM SOUND NICOLAS VERHAEGHE, JINGXI GUO

MONTAGEM EDITING SHULI HUANG, YANG YANG

PRODUÇÃO PRODUCTION SHULI HUANG / EXPOSED PICTURES

SINOPSE Quando um jovem cineasta chinês retorna à sua cidade natal em busca de si próprio, uma conversa há muito necessária com a sua mãe mergulha-os numa busca por aceitação e amor.

BIOGRAFIA Shuli Huang é um argumentista, realizador e diretor de fotografia nascido em Wenzhou, China. Depois de se formar na Academia de Cinema de Pequim em 2019, mudou-se para Nova York como candidato ao MFA para o programa de pós--graduação da NYU. Farewell, My Hometown, a sua estreia como diretor de fotografia ganhou o prémio New Currents durante o 26º Festival Internacional de Cinema de Busan em 2021. A sua segunda curta, Will You Look At Me, foi selecionada para a 61ª edição do La Semaine de la Critique Cannes 2022.

TAXIBOL

REALIZAÇÃO DIRECTOR TOMMASO SANTAMBROGIO

PAÍS  COUNTRY ITÁLIA 

ANO YEAR 2023 

DURAÇÃO RUNTIME 50’

IMAGEM PHOTOGRAPHY LORENZO CASADIO VANNUCCI, TOMMASO SANTAMBROGIO SOM SOUND YASSER CANALS

MONTAGEM EDITING MATTEO FACCENDA

PRODUÇÃO PRODUCTION IVAN CASAGRANDE CONTI, MARCO MALFI CHINDEMI, TOMMASO SANTAMBROGIO

SINOPSE  Enquanto andam de carro pelas ruas de Cuba, Lav Diaz – o famoso realizador filipino – e Gustavo Flecha – um falador taxista cubano – debatem sobre política, migração, condições sociais e amor; tocando muitas histórias e experiências pessoais, eles criam um fresco histórico das condições dos seus próprios países. Durante os seus diálogos, surge o verdadeiro motivo da presença do realizador em Cuba: Lav está à procura de um misterioso ex-general fugido das Filipinas após o fim da ditadura de Marcos, Juan Mijares Cruz. Ele quer trazer justiça para o povo filipino e encontrar o velho soldado sanguinário. Frio e violento, Juan Mijares Cruz esconde-se numa quinta longe da civilização e da história, onde decorre uma vida quotidiana inevitavelmente maligna. BIOGRAFIA Tommaso Santambrogio é um cineasta e escritor italiano (1992). Viveu e estudou em Milão, Paris, Roma e La Havana e trabalhou com diversos realizadores de renome internacional, como Werner Herzog e Lav Diaz. As suas últimos curtas-metragens (A Última Cena e Os Oceanos São os Verdadeiros Continentes) foram apresentadas na Mostra Internazionale del Cinema di Venezia e muitos outros festivais importantes em todo o mundo. L'Ultimo Spegne la Luce é a sua curta mais recente (2021). Atualmente está a desenvolver a sua primeira longa-metragem com Rosamont e Rosso.

 

10 de dezembro de 2023

16h

TERRITÓRIOS OCUPADOS

REALIZAÇÃO DIRECTOR JOSÉ VIEIRA

PAÍS COUNTRY PORTUGAL

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 75’

IMAGEM PHOTOGRAPHY JOSÉ VIEIRA

SOM SOUND JOSÉ VIEIRA

MONTAGEM EDITING JOSÉ VIEIRA, MÁRIO ESPADA

PRODUÇÃO PRODUCTION ANSGAR SCHAEFER, ELSA SERTÓRIO, RUI RIBEIRO

SINOPSE Territórios Ocupados é a história de uma espoliação contada pelo povo das serras do Caramulo. As pessoas falam da sua vida após a violenta ocupação e florestação dos seus terrenos comunitários pelo Estado em 1941. Falam de miséria e de emigração, das rupturas e das feridas impostas pelo curso violento da história, contam as suas resistências a essa expropriação. Elas têm ainda a memória de um tempo em que as comunidades se construíam numa percepção coletiva do território que as envolvia. BIOGRAFIA Filho de imigrantes portugueses, José Vieira vive em França desde os sete anos. Começa a realizar documentários em 1985, a maior parte deles dedicados às questões da emigração.

18h

THREE SISTERS

REALIZAÇÃO DIRECTOR IMAN BEHROUZI

PAÍS COUNTRY IRÃO  IRAN, ISLAMIC REPUBLIC OF

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 12’

IMAGEM PHOTOGRAPHY HOSSEIN AHMADIAN

SOM SOUND EHSAN AFSHARIAN

MONTAGEM EDITING MEHDI BAGHERI

PRODUÇÃO PRODUCTION IMAN BEHROUZI

SINOPSE Uma sinfonia meditativa sobre a cidade e a morte. O cineasta regressa a lugares onde, 18 anos antes, havia feito um filme sobre suicídio. Agora, nas ruas movimentadas de Teerão e esquinas degradadas da cidade ladeadas por muros, ele procura os motivos que levaram três irmãs a porém termo às suas vidas em simultâneo.

BIOGRAFIA Nascido em 1984 em Shiraz, Irão, estudou cinema e realização na Universidade de Teerão. PhD em Media e Estudos Culturais pela Universidade de Colónia, Alemanha em 2023. Realizou diversos documentários e curtas-metragens de ficção. Um dos seus documentários anteriores, “A Movie for You”, foi estreado no Visions du Réel, e posteriormente exibido no Festival de Cinema de Zurique em 2015. “Amour du Réel”, outro dos seus documentários, foi oficialmente selecionado para exibição no Flickers 'Rhode Island Film Festival e Aesthetica Short Film Festival em 2018, festivais reconhecidos pelos Óscares e BAFTA. O seu trabalho mais recente, “The Fabric”, estreou no DMZ Documentary Film Festival em 2021. “Três Irmãs” estreou no Festival Internacional de Documentários Jihlava em 2022. Iman é alumnus do Berlinale Talents 2020.

LES MAINS INVISIBLES

REALIZAÇÃO DIRECTOR HUGO DOS SANTOS

PAÍS COUNTRY PORTUGAL

ANO YEAR 2022 

DURAÇÃO RUNTIME 95’

IMAGEM PHOTOGRAPHY RENAUD DROVIN

SOM SOUND JOÃO GAZUA

MONTAGEM EDITING CLÁUDIA OLIVEIRA

PRODUÇÃO PRODUCTION ANSGAR SCHAEFER, ELSA SERTÓRIO, RUI RIBEIRO

SINOPSE Nos anos 1970, uma casa em Paris acolhia dezenas de desertores portugueses que fugiam da guerra colonial. Apenas os arquivos da PIDE guardaram vestígios das suas atividades anticoloniais. De um personagem ao outro, juntando testemunhos e imagens amadoras, o filme reconstrói esta memória clandestina.

BIOGRAFIA Hugo Dos Santos é formado em História Contemporânea e em Cinema. Depois de uma carreira no cinema documental, onde colabora com realizadores como João Canijo, João Trabulo, Jean-Luc Bouvret ou o historiador Pascal Blanchard, vira-se para o jornalismo. Trabalha sucessivamente na France 24, Courrier International e RFI ocupando-se em particular da atualidade lusófona. Está envolvido, desde 2008, na associação “Mémoire vive /Memória viva”, que recolhe e transmite a memória da imigração portuguesa em França. Em 2019, foi comissário da exposição Refuser la guerre coloniale, dedicada ao exílio parisiense dos desertores portugueses da guerra colonial.