História Oral - NEHO

Voz, viola e desafio: experiências de repentistas e amantes da cantoria nordestina

Autor: 
João Mauro Barreto de Araújo
Ano: 
2010
Resumo / Abstract: 

Através dos procedimentos da moderna história oral, formulados e discutidos no Núcleo de Estudos em História Oral da Universidade de São Paulo (Neho-USP), foi estabelecido um corpus documental sobre a cantoria de viola nordestina. São narrativas de repentistas e amantes (apologistas, pesquisadores, promoventes) da tradição do desafio poético oral, constituídas a partir de entrevistas individuais e gravações de alguns encontros coletivos. A pesquisa atentou sobre os efeitos das migrações de repentistas sertanejos para a cidade de Fortaleza: seu processo de adaptação e as negociações de identidades no curso de entrada na modernidade. As narrativas serão destinadas a uma posterior análise para decomposição do tema e resolução das questões levantadas.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História Social

MST: A juventude como caminho

Autor: 
Cássia Milena Nunes Oliveira
Ano: 
2010
Resumo / Abstract: 

Este trabalho propõe um estudo sobre a juventude do assentamento Dom Pedro Casaldáliga, localizado na cidade de Cajamar próxima à cidade de São Paulo, e que integra a Regional Grande São Paulo do MST. O texto se divide em quatro capítulos. O primeiro apresenta a História do projeto e a contextualização histórica do surgimento de um assentamento rural próximo à região metropolitana de São Paulo com a participação de pessoas provenientes do meio urbano. O segundo traz as narrativas produzidas a partir de entrevistas realizadas em colaboração com seis jovens do assentamento sob os preceitos teóricos e metodológicos da História Oral. E por fim, buscou-se desenvolver a análise e a conclusão com base nas experiências desses jovens, expressas nas narrativas de suas histórias de vida, sugerindo alguns dos benefícios e obstáculos para a permanência deles na área conquistada.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História Social

Além dos gramados: história oral de vida de negros no futebol brasileiro (1970-2010)

Autor: 
Marcel Diego Tonini
Ano: 
2011
Resumo / Abstract: 

Esta dissertação propõe um estudo sobre a questão racial no futebol brasileiro atual a partir das histórias orais de vida de alguns negros que atuaram entre 1970 e 2010. O texto é dividido em três partes: na primeira, é apresentada a história do projeto, com destaque para as discussões teóricas e metodológicas; na segunda, são expostas sete narrativas correspondentes às redes de jogadores, treinadores, árbitros, dirigentes, torcedores, jornalistas e intelectuais; na terceira, são encaminhadas interpretações levando-se em consideração o conjunto dos documentos orais constituídos. Nesta última parte, são explicitados eixos temáticos que buscam articular as experiências individuais com as coletivas e traçar as especificidades de cada profissão abordada. Almeja-se, desta maneira, contribuir para o debate acadêmico com a incorporação dos discursos destes negros e a reflexão sobre as relações raciais no Brasil tomando por base as experiências e as memórias destas pessoas em nosso futebol.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História Social

O samba em pessoa: narrativas das Velhas Guardas da Portela e do Império Serrano

Autor: 
Fernanda Paiva Guimarães
Ano: 
2011
Resumo / Abstract: 

A presente dissertação trata das narrativas de experiências pessoais de velhos sambistas. O corpus documental é constituído de sambas e narrativas feitos por participantes dos conjuntos musicais chamados Velha Guarda da Portela e Velha Guarda do Império Serrano. As histórias de vida de sambistas e pastoras, produzidas adotando os procedimentos da história oral, expõem temas polêmicos afeitos à tradição e à modernização dos desfiles. Sambas gravados por essas duas Velhas Guardas funcionam como apoio e complemento, tomados como documentos que permitem acessar o discurso mnemônico vinculado a um discurso dominante sobre o samba no contexto cultural carioca dos anos 2000. A partir das vivências e das visões dessas pessoas sobre a evolução das escolas de samba, procura-se entender o papel dos grupos aos quais pertencem, localizados simbolicamente entre as raízes e os desafios da atualização das agremiações carnavalescas.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História Social

Dilemas da construção de identidade imigrante: história oral de vida de chilenos em Campinas

Autor: 
Vanessa Paola Rojas Fernandez
Ano: 
2011
Resumo / Abstract: 

Esta pesquisa tem como tema central analisar o processo emigratório/imigratório chileno ocorrido nas três últimas décadas do século XX e evidenciar os dilemas da construção de identidade imigrante neste processo por meio da história oral de vida. Para tanto, foram utilizados os procedimentos metodológicos do Núcleo de Estudos em História Oral da Universidade de São Paulo (NEHO/USP), trabalhando com sete histórias de vida de chilenos da cidade de Campinas/SP. Contextualização histórica e cultural do Chile, contextualização dos chilenos no exterior e conceituação dos termos migratórios foram alguns dos assuntos abordados utilizando a bibliografia selecionada. Razões da emigração, o porquê da escolha do Brasil, quais as formas de adaptação no novo país e a questão do retorno foram alguns dos temas analisados a partir das histórias de vida feitas para a pesquisa. Inserida na problemática principal os dilemas da construção de identidade imigrante a constituição de uma comunidade chilena foi assunto abordado. A descrição de todo o processo investigador também é parte fundamental da dissertação.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História Social

Padecer no paraíso? Experiências de mães de jovens em conflito com a lei

Autor: 
Marcela Boni Evangelista
Ano: 
2011
Resumo / Abstract: 

Padecer no Paraíso? Experiências de mães de jovens em conflito com a lei é uma pesquisa de história oral, cujo conjunto de procedimentos norteou todas as etapas do trabalho. Seguindo tais pressupostos, constituiu-se o corpus documental baseado nos textos resultantes das entrevistas de história de vida realizadas com seis mulheres-mães de jovens em conflito com a lei. A partir das narrativas construídas em processo de colaboração, pretendeu-se abordar questões ligadas à história do tempo presente e que têm como eixo a experiência de mulheres que vivenciam a maternidade em situação adversa: a da conflitualidade de seus filhos na adolescência. Desta forma, foram discutidos temas como o da militância das mães, as questões de gênero nas relações entre mães e filhos homens e o mito do amor materno e seus múltiplos significados ao longo do tempo.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História Social

Vanessa Generoso Paes

Possui graduação em Historia pela Universidade Federal de Rondônia (2004) e mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (2011). Atualmente é pesquisadora associada do Núcleo de Estudos em História Oral. Tem experiência na área de História, com ênfase em Política e Sociedade, atuando principalmente nos seguintes temas: história oral, história, mulheres, narrativa, imigração e cultura.

Suzana Lopes Salgado Ribeiro

Graduou-se em História pela Universidade de São Paulo (bacharelado 1998 e licenciatura 2003), onde também concluiu seu mestrado (2002) e seu doutorado (2007) em História Social.

Samira Adel Osman

Possui graduação e licenciatura em História pela Universidade de São Paulo (1990), mestrado em História Social pela Universidade de São Paulo (1998) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (2007). Professsor Adjunto de História da Ásia da UNIFESP.

Ricardo Sorgon Pires

É graduado em História pela Unesp Assis. Desenvolveu um projeto de iniciação científica sobre os jesuítas no Reino Cristão da Etiópia em meados do século XVII. Atualmente é doutorando em História Social pela Universidade de São Paulo onde desenvolve um projeto acerca dos imigrantes okinawanos na cidade de São Paulo. Atualmente trabalha com os seguintes temas: História do Japão e de Okinawa; Imigração okinawana; festividades; identidade; etnicidade.

Divulgar conteúdo