Seleções do Reader's Digest, 1954-1964: um mapa da intolerância política

Autor: 
Silvio Luiz Gonçalves Pereira
Ano: 
2006
Resumo / Abstract: 

Este estudo teve como objetivo analisar a atuação da revista mensal brasileira Seleções do Reader's Digest entre os anos 1954 e 1964, publicação norte-americana sob a responsabilidade da Editora Ypiranga S.A., na propaganda ideológica pró-Ocidente durante os anos da Guerra Fria. Apoiando-se na questão da intolerância política, a pesquisa percorreu dois caminhos. No primeiro, foram selecionados para análise e discussão os artigos que veiculavam a temática anticomunista, buscando com isso apreender alguns elementos que envolviam as disputas entre os Estados Unidos e a União Soviética durante a guerra fria, e as representações que os norte-americanos construíam sobre seu opositor, tentando justificar a superioridade da democracia e das liberdades existentes no ocidente, frente à tirania presente nos regimes comunistas. A ostensiva campanha anticomunista que orientava as ações do Reader's Digest nos diferentes países, acompanhando a mesma configuração geopolítica da guerra fria, ou seja, o "cordão sanitário" promovido pelos Estados Unidos em torno dos países comunistas, negava os esforços para o estabelecimento de uma efetiva coexistência pacífica. A discussão da intolerância política, desembocando necessariamente na questão dos direitos, exige uma investigação mais profunda do aparato jurídico-político. Assim, o outro caminho percorrido pela pesquisa constituiu-se na análise das relações entre Seleções e o mercado brasileiro da imprensa e suas articulações com o campo político-parlamentar, tendo por base os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI n° 33/63, formada em julho de 1963 na Câmara dos Deputados Federais para investigar a atuação das revistas estrangeiras no país.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
História
Área Específica: 
História do Brasil Contemporâneo