Livros

A educação sempre foi preucupação básica nas propostas de ação do MST. As escolas itinerantes acompanham as ocupações de terra por estes rincões do país. A pedagogia da Terra nasce na ocupação e consolida-se nos assentamentos conquistados, fazendo do movimento político da luta pela terra um movimento político, igualmente, pelo acesso à educação para todos. Aprende-se lutando e luta-se para aprender. É a marcha inexorável dos camponeses rumo á sua libertação e posição de classe na sociedade capitalista no Brasil. Lutam pelo que não têm, para ter aquilo pelo que lutam. Assim, destroem o latifúndio e sua concentração de tudo na sociedade brasileira.

(extraído do prefácio de Ariovaldo Umbelino de Oliveira )

 

Click na capa e acesse o livro

Edvaneide Barbosa da Silva

Anais do XIX Simpósio Nacional de História - ANPUH

Org's Ismênia de Lima Martins; Rodrigo Patto Sá Motta; Zilda Gricoli Iokoi

Os relatos apresentados neste livro fazem parte de um conjunto de oitenta narrativas de histórias de vida de homens e mulheres, jovens e busca de utopias imaginadas, do novo, ou do que não se põde fazer experiência, porque jaz no fundo do desconhecido, o inexperienciável como tal, que em Baudelaire surge como uma aspiração a um lugar comum, ou seja, daquilo que podia ser criado apenas por um secular acúmulo de experiências e não inventado por um indivíduo.

Click na capa e acesse o livro

Org's: Janaina de Almeida Teles; Marcelo Ridenti; Zilda Márcia Grícoli Iokoi

 

Quando refletimos sobre a história, as questões que nos movem estão definidas e postas em nosso tempo. É com o propósito de compreendê-las ou enunciar algumas hipóteses para solucioná-las que recuamos ao passado para encontrar suas raízes. Esse exercício é fundamental para que possamos refletir sobre os processos que se desenrolaram em torno delas, levando-nos a conhecer e reconhecer caminhos e visões diferentes dos nossos, mas que nos permitem entender as razões que nos levaram pensar desta ou daquela forma. Relativizamos, assim, as nossas certezas e passamos a optar entre as múltiplas possibilidades que se apresentam no enfrentamento do problema a ser resolvido. deste modo, os processos sociais ganham movimento e perdem a fixidez que lhes é convencionalmente atribuída. se todos os dias aprendemos uns com os outros, se construímos caminhos, selecionando direções a seguir, e se, a cada nova encruzilhada, temos de optar por uma direção, as sociedades humanas devem ser estudadas segundo esses impasses e opções, em que os vários sentidos, desejos e possibilidades representam escolhas definidas nos conflitos cotidianos.  (Zilda Márcia Grícoli Iokoi)

 

Click na capa e acesse o livro

Coordenação: Zilda M. Grícoli Iokoi. Autores: Maurício Liberal; Ival de Assis e José Juvenal

Os nikkeis construíram em cem anos uma trajetória como cidadãos brasileiros e ajudaram os demais no refinamentos das instituições democráticas, participando em todos os campos do conhecimento e nas mais variadas organizações da sociedade.

Click na capa e acesse o livro

ISBN 9788589734073

Ana Maria Kazue Miyadahira [et al.]

Pensar a diversidade nas escolas do mundo contemporâneo, ou ainda, perceber as várias formas de ensinar e do aprender num ambiente escolar público ou privado, exige, entre outros cuidados, um olhar atento/sensível ao que há de mais peculiar em cada uma das realidades. É preciso identificar as especificidades de cada um dos espaços, de cada uma das linguagens, das relações entre aqueles que fazem a escola e da maneira como se dá a interação escola-sociedade.

Diverso é o espaço, diversas são as gentes. Diversos são os muros, os portões. Diversos são os livros e os cadernos. Diversas são as experiências. Foi pensando nessa relação que visitamos escolas do Rio de Janeiro, no município de piracicaba e da região metropolitana de São Paulo.

Click na capa para acessar o livro

ISBN 9788575061800

Teresa Cristina Teles e Zilda Márcia Grícoli Iokoi (Org's)

Click aqui e acesse o livro

 

Tereza Aline Pereira de Queiroz e Zilda Márcia Grícoli Iokoi

REPENSANDO A REPÚBLICA

 

Os quatro livros da série REPÚBLICA inserem-se na nova vertente historiográfica que "historiciza" assuntos antes restritos à sociologia e ao jornalismo, tornando a História contemporânea e cotidiana.

Em Os Cruzados do Império, Teresa Malatian dedica-se a compreender o Movimento Pátria Nova.

Em O Legislativo na Construção da República, Zilda Grícoli Iokoi estuda a primeira Constituinte Estadual paulista, revelando a complexidade do projeto republicano vencendor.

Em Adominação Legitimada, Zita de Paula Rosa desvenda os segredos dos caminhos políticos trilhados por deputados e senadores paulistas.

E em O Sonho do Futuro Assegurado - (O Mutualismo em São Paulo), Tânia de Luca, não se conformando com as "verdades" reafirmadas sobre o comportamento do proletariado de São Paulo, abre novas perpectivas para a compreensão das estratégias por ele utilizadas na busca de um almejado "futuro assegurado"

 

Maria de Lourdes Mônaco Janotti

 

Click na capa e acesse o livro

 

Zilda M. Grícoli Iokoi

Este estudo busca desvenadar o papale que diplomatas brasileiros tiveram a partir dos anos de 1920 sobre a questão judaica, especialmente os debates sobre os imigrantes do Leste Europeu para a América e para o Oriente Médio, como representações desse contínuo movimento de diáspora. Analisa documentos das embaixadas do Brasil no exterior, onde os funcionários do Ministério das Relações Exteriores (MRE) produziram petições, cartas, telegramas, principalmente sobre os imigrantes, refugiados políticos e de guerras. Dentre estes os membros das organizações de esquerda, militantes de instituições comunistas ou socialistas e aqueles que foram observados como suspeitos.

Zilda Márcia Grícoli Iokoi

Igrejas e Camponeses é fruto de complexo processo de pesquisa, em que a autora articula diferentes realidades sociais em busca do entendimento da Teologia da Libertação como referência articuladora do potencial de rebeldia dos excluídos e expulsos da terra e as práticas políticas na reversão da exploração e expropriação camponesa. Trata-se de um estudo que se debruça sobre os conflitos sociais no Brasil e no Peru ao longo do pós-segunda guerra mundial, procurando comparar as várias dimensões do problema especialmente no que se refere às dimensões estruturais dos enclaves de pobreza e miséria e os impasses cotidianos dessa ação.

Zilda Grícoli Iokoi

"Campus de Pirassununga da USP: Memória e História"

O campus de Pirassununga da Universidade de São Paulo existe como tal apenas desde 1989, mas suas origens remontam à criação das Escolas Práticas de Agricultura paulistas, no decênio de 1940. Desde então, esse espaço, além de servir ao ensino rural sob diversos nomes e organizações, foi também utilizado como campo de concentração de alemães, italianos e japoneses, durante a Segunda Guerra Mundial. Hoje ele abriga os cursos de Zootecnia e de Engenharia de Alimentos da EZEA e as aulas práticas do curso de Veterinária da FMVZ, sediado na Cidade Universitária, na capital. Para recuperar parte dessa história, aqui apresentada, as autoras Zilda Márcia Grícoli Iokoi e Teresa Cristina Teles utilizam-se de consistente documentação e, sobretudo, de depoimentos de personagens nela envolvidos, como alunos, professores e funcionários, antigos ou atuais. Todo esse processo histórico é relacionado aos da cidade de Pirassununga e do Estado de São Paulo, nos quais o campus e a USP são parte importante.

Teresa Cristina Teles e Zilda Márcia Grícoli Iokoi

"Vozes da terra: Histórias de vida dos assentados rurais de São Paulo"

Fruto de um convênio USP/Itesp, o livro recupera um pouco da história dos assentamentos rurais de São Paulo e dá voz ao homem do campo que foi assentado, por meio de depoimentos obtidos com cerca de 80 entrevistados, representando as mais de 10 mil famílias assentadas nos Projetos de Assentamentos no Estado de São Paulo.

Zilda Márcia Grícoli Iokoi; Marcia Regina de Oliveira Andrade; Simone Rezende; Suzana Ribeiro (org.)

"Leituras da Imprensa"

Livro 2

Este material didático procura oferecer uma compreensão dos processos que envolvem a difusão da fotografia na mídia escrita contemporânea. O ponto de partida foi o desenvolvimento da técnica fotográfica, que possibilitou a reprodução em larga escala e permitiu a circulação das imagens fotográficas a um número cada vez maior de pessoas.

Fotografias de Sebastião Salgado

Textos de Maria Helena Paes; Geni Rosa Duarte; Camilo Vannuchi

Maria Helena Paes; Geni Rosa Duarte; Camilo Vannuchi

"Deslocamentos populacionais e novas formas de solidariedade"

Livro 1 

Este trabalho apresenta aos leitores um conjunto de materiais para o estudo dos delocamentos populacionais, considerados em dois sentidos: refugiados de guerras ou perseguidos por dproblemas políticos e os deslocamentos individuais. Trata-se de discutir o tema da exclusão a partir das imagens registradas por Sebastião Salgado. O caminho escolhido foi o da construção de narrativas literárias que, juntamente com as narrativas fotográficas de Salgado, permitam ao leitor analisar criticamente a situação de populações inteiras atingidas pelo processo de globalização negativa, ou seja, a exclusão econômica, social e política de parcelas significativas da população do planeta. 

Fotografias de Sebastião Salgado

Texto de Zilda Márcia Grícoli Iokoi

Zilda Márcia Grícoli Iokoi

Cronologias e mapas.

Material de apoio educacional ao Projeto Êxodos.

Zilda Márcia Grícoli Iokoi (organizadora)

"A narrativa do olhar"

Livro 3

Fotografias de Sebastião Salgado

Publicação integrante do Projeto Êxodos, traz o trabalho do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, após sua visita a 47 países colhendo imagens do fenômeno da reorganização da comunidade humana em todos os tempos, com textos de Tereza Aline Pereira de Queiroz.

Teresa Aline Pereira de Queiroz

"Venturas e aventuras do moço Diadorim"

Esta última parte das aventuras do menino Diadorim, que agora é moço, tem a mesma finalidade da primeira parte, de trazer a você, além de muito prazer na leitura, a descoberta da sua história de vida e da história da cidade que você ajuda a construir.

Zilda Márcia Grícoli Iokoi

"Venturas e aventuras do menino Diadorim"

Este livro apresenta alegrias e tristezas de um personagem cheio de vida, que veio de muito longe, do Estado do Ceará, de uma cidade chamada Quixeramobim. Este personagem central - Diadorim - foi composto para percorrer os espaços que você conhece nesta cidade cheia de aventuras e surpresas: Diadema.

 

Zilda Márcia Grícoli Iokoi

 

"Guia do usuário"

Este kit está constituído por um conjunto de materiais a serem utilizados no processo de ensino aprendizagem, centrado nas experiências históricas tanto de indivíduos, dos grupos sociais e nas histórias da Cidade de Diadema em São Paulo.

 

Zilda Márcia Grícoli Iokoi (organizadora)

"Diadema nasceu no grande ABC: História Retrospectiva da Cidade Vermelha"

Este livro foi escrito num processo de trabalho coletivo onde muitos encontros e desencontros ocorreram. Ele foi parte das reivindicações de professores do Município de Diadema, convencidos da necessidade de entendimento da história do lugar para o desenvolvimento do processo de ensino/aprendizagem que busca trabalhar com a perspectiva dos sujeitos, dos homens que nas lides cotidianas fazem a história.

Zilda Márcia Grícoli Iokoi (organizadora)