O Pensamento de Freud Sobre a Civilização

Autor: 
Mara Selaibe
Ano: 
2010
Resumo / Abstract: 

No segundo semestre do ano de 1929, Freud escreve O Mal-Estar na Civilização (Das Unbehagenin der Kultur), publicado em 29 de outubro próximo. No prazo de um ano a tiragem de 12.000 exemplares se esgota. Em 1931 o editor publica a segunda edição. A tradução para o inglês é lançada em Londres em 1930 (Civilization and Its Discontents). Como um livro de Freud, no início do século XX, passada a Primeira Guerra Mundial, pode ter alcançado tantos leitores interessados? O título surge justamente no período da Grande Depressão econômica, com a queda da Bolsa de Valores de Nova York; um tempo conturbado e pleno de ameaças no campo da política européia – as quais vieram a se confirmar na década seguinte fora de qualquer parâmetro jamais imaginado: de Hitler a Hiroshima, dos desdobramentos da Revolução Russa ao stalinismo na União Soviética. E seu pensamento radicalmente analítico, reunido nesse ensaio, dá ao mundo ocidental muito que pensar.

Para acessar o texto clique aqui