A organização e inserção da produção de pequenas unidades agrícolas nos mercados paulistanos: os agricultores do bairro rural de Santo Ângelo

Autor: 
Antonio Carlos da Paz Santana
Ano: 
2006
Resumo / Abstract: 

A partir do sistema agrícola, buscou-se compreender como os agricultores de pequenas unidades organizam sua produção e como ela é subordinada aos mercados. O estudo foi realizado no bairro rural de Santo Ângelo onde residem 284 famílias de posseiros produtores de hortaliças. Isso permitiu a compreensão da organização atual do mercado (CEAGESP, CEAAP, CDR, supermercados e outros) com relação à atuação dos agentes econômicos e aos mecanismos de monopólio do capital sobre a produção deste tipo de propriedade. Partindo do pressuposto de que as pequenas unidades são frutos da contradição do modo de produção capitalista, sendo responsáveis por uma parte significativa da produção de alimentos frescos destinados aos grandes centros urbanos, chega-se à conclusão de que à subordinação aos mercados é a principal causa da ocorrência do processo de desintegração que este tipo de propriedade enfrenta. Apesar disso, os agricultores encontraram na organização política a maneira de permanecerem produzindo na localidade onde se encontram.

Para acessar o texto clique aqui

 


 

Área do Conhecimento: 
Geografia Humana